Educação emocional e ética – para uma formação integrada (EducEM)

Equipa: Ana Paula Caetano (coord.), Isabel Freire.

Apresentação

Projeto de investigação, com uma componente de formação, que visa o desenvolvimento pessoal e profissional dos educadores nas áreas emocional e ética, confluindo para o desenvolvimento dos educandos nas mesmas áreas. Na sua componente formativa, pretende contribuir para o autoconhecimento e aprofundamento do conhecimento profissional, alimentados por pesquisas de natureza diversificada, numa abordagem transdisciplinar que extravasa o domínio das múltiplas disciplinas científicas que se têm debruçado sobre estas temáticas. Entende-se que a dimensão emocional é porta de entrada que permite aprofundar outras dimensões e aspetos que com ela se relacionam e que permite trabalhar as suas raízes e implicações éticas, estéticas, metafísicas, políticas, biográficas, culturais e pedagógicas, no sentido de uma integração e expansão da consciência, a nível individual e coletivo.

Desenha-se numa perspetiva de investigação-ação, através de projetos colaborativos que emergem dos próprios contextos educativos e dos desafios aí identificados pelos protagonistas, criando espaço para a partilha e reflexão sobre as práticas, para a vivência e reflexão de experiências em sessões formativas, para a pesquisa teórica e empírica e para testagem de estratégias e recursos em contexto. Tem diversos campos de desenvolvimento, entre os quais a formação de professores em contexto escolar, mas também a formação de outros educadores e formadores, em contextos educativos diversos.

Sendo um projeto de investigação tem, para além dos objetivos de formação atrás enunciados, objetivos de investigação, dos quais se destacam:

  • Compreender como a área emocional pode ser integrada e articulada com outras, em contextos educativos formais e não formais, constituindo um núcleo de desenvolvimento intrapessoal, interpessoal e profissional na formação de educadores;
  • Compreender como se interrelacionam e diferenciam os processos formativos dos diversos atores envolvidos: formadores, educadores, crianças e jovens;
  • Compreender como a dimensão emocional pode favorecer a formação a nível ético dos diferentes intervenientes, contribuindo para o desenvolvimento de uma cidadania crítica.

Duração prevista: 48 meses (set.2015 a set.2019).

Atividades previstas: Na formação prevê-se uma alternância entre o trabalho presencial em sala e o desenvolvimento de projetos educativos em contexto. Nas sessões presenciais prevê-se a realização de atividades diversificadas e diferenciadas, com momentos de plenário, de trabalho em pequenos grupos e de trabalho individual, com ênfase no diálogo e debate, análise de casos, escrita de narrativas e de reflexões, jogos, expressão corporal e artística, preparação e reflexão dos projetos educativos em curso. A formação é acompanhada por um processo de investigação, o que implica pesquisa documental, elaboração de instrumentos de investigação, recolha e análise de dados, disseminação de projetos e seus resultados.

Sujeitos envolvidos: alunos da Licenciatura em educação e formação, UC ‘Competências Emocionais’.

O que é pedido às escolas/agrupamentos: Participação em processos de formação focados nas dimensões emocional e ética da educação, no desenvolvimento de projetos educativos e na disseminação conjunta de projetos e de resultados.

Contacto: Ana Paula Caetano  apcaetano@ie.ulisboa.pt

Contrariamente ao planificado, devido a constrangimentos na acreditação da ação de formação, o projeto não esteve ativo na formação contínua  de professores, tendo existido uma reconfiguração, no quadro da formação dos alunos da Licenciatura em Educação e Formação, do IE-ULisboa, e na autoformação dos formadores.

Atualmente, o Projeto encontra-se em fase de revisão, com dois grupos de investigadores no Brasil, incluindo também as dimensões emocionais éticas do trabalho docente.

Uma vez acreditada para dois formadores apenas – Ana Paula Caetano e Isabel Freire – coloca-se agora a hipótese de solicitar, através de um processo paralelo, a acreditação de outros formadores.

Estão em curso publicações e comunicações sobre esse trabalho (algumas já realizadas/concluídas).

Partilhar...